Postagens

Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

Bolsonaro diz que foi muito bem na crise: Imprensa mostra falhas em medidas do Governo Federal para combater crise em Manaus

Morre Maguito Vilela, prefeito licenciado de Goiânia

Ciro Gomes sobre "Bolsonaro: Brasil está quebrado e não pode fazer nada?"

Mega da Virada 2020: 2 apostas acertaram as seis dezenas

Globo conquista 27 prêmios no Promax Latin America Awards

Depois de fechar pacote bilionário na grade esportiva, Globo já garantiu pelo menos meio Bilhão em patrocínio para o BBB21

Maguito Vilela tem 'retirada progressiva da sedação', diz médico

PF investiga fraude de R$ 2 milhões na compra de materiais para combate à Covid-19 em Goiás

Anvisa: CoronaVac não usa critérios "transparentes"

Morre Paulinho, cantor do Roupa Nova, após contrair Covid-19

Nicette Bruno, internada com Covid, piora e está sob 'cuidados intensivos', segundo hospital

Abin produziu relatórios para auxiliar defesa de Flávio Bolsonaro no caso Queiroz, diz revista

Questão