Juliette realiza o sonho da casa própria para os quatro irmãos e plano de saúde para toda família

Ainda confinada no BBB, Juliette revelou como pretendia usar o prêmio milionário, caso vencesse o reality: 'Primeiramente, para a cirurgia que minha mainha precisa fazer. Depois, para uma casa própria para os meus irmãos, uma casa popular', contou a advogada e maquiadora que desde sempre era favorita a ganhar 1 milhão e meio. Juliette virou a caçula da casa após a morte da irmã mais nova, Juliene, aos 17 anos. Eles são Washington, de 38 anos, Lourival Junior, de 43, Otto, de 42, e José Valdelino, de 35, irmãos da Pitica por parte de pai.    https://youtu.be/mJ68w-0k2_c    #EPJuliette, #Bença, #Doce, #DiferençaMara, #Vixequegostoso, #Benzim, #SeiLa #JulietteFreire, #juliettenaamericanas, #avonliette, #juliettenogloboplay, #HAVAINASDEJULIETTE, #JulietteELOccitane, #ACeADeJuliette, #BohemiadaJuliette,#juliettenaloccitaneaubresil, #BohemiadaJuliette, #JulietteNoHugoGloss, #BBB21, #TeamJuliette, #JuliettenaSAMSUNG, #JuliettenaSeara #TemporadaJulietteNoTVZ, #JuliettenaEstacio, #jul

Reinaldo

A ECONOMIA QUE VAI NOS SALVAR





Você já imaginou comprar um xampu que vem numa garrafinha de água mineral? E estamos falando num xampu de qualidade, com ingredientes naturais e produção certificada. A solução inovadora - não só no Brasil, mas no mundo - foi criada por dois estudantes universitários de São Paulo. Com pouco mais de um mês de vida, a Reload já está fechando parcerias com grandes marcas no país e mira o mercado internacional. E está fazendo um grande serviço para uma natureza que agoniza e para o sistema precário de aproveitamento de lixo no Brasil.
Enquanto a reciclagem ainda engatinha por aqui, a Reload traz o avanço: a reutilização. Já existe até um nome para esse modelo de negócio. É a economia criativa - que pode nos salvar.
Cada brasileiro produz mais de 1 kg de lixo por dia. Mas recicla só 3% disso (Abrelpe/Min. Meio Ambiente). Só de plástico, o país descarta 10,5 milhões de toneladas por ano, 13% do total de resíduos. Se fosse reciclado, esse plástico poderia injetar R$ 5,7 bilhões na economia. E a produção de plástico deve crescer 30% nos próximos dez anos (Sind. Nac. Empresas de Limpeza Urbana).
Reciclar já não é suficiente. Precisamos repensar o consumo. Neste É Pessoal, Thais Herédia convida você a fazer isso, nesta entrevista com um dos criadores da Reload.

A ECONOMIA QUE VAI NOS SALVAR

Comentários

Questão