Juliette não esperava repercussão mas se divertiu com o pedido de tradução do Pokemón da Nintendo

Juliette colocou um ponto final no mistério e divulgou em Live no Instagram nesta quinta-feira (3) as datas e as cidades que devem receber os primeiros cinco shows de sua turnê, 'Caminhos' . As cidades escolhidas são do Nordeste e Sudeste do país, e já acontecem ainda neste de março. O local escolhido para o primeiro show, aquele que marca a estréia dela nos palcos acontece na cidade em que reside, o Rio de Janeiro, no dia 26 deste mês. João Pessoa, capital do estado natal de Juliette, Paraíba, também faz parte da rota da turnê no início de abril. Vitória, no Espírito Santo, e Recife, também terão shows da cantora. Muito se perguntou nas redes sociais após a divulgação sobre Campina Grande, apesar de Juliette não ter falado sobre isso, acreditamos que a Pitica deve estar reservando a cidade e o Parque do Povo para realizar o sonho de cantar no maior São João do mundo em Junho. Nas redes sociais, a paraibana celebrou o novo desafio, e convidou os fãs a conhecerem este “novo cami

Reinaldo

Inserção de gênero na construção civil da Bahia

     Lugar de mulher é onde ela quiser, e várias representantes baianas do gênero feminino são bons exemplos disso. Maria do Amparo Xavier, 62 anos, é um deles. Filha de um pequeno povoado de Jaguaripe, no Recôncavo baiano, ficou conhecida por ser a primeira mestre de obras da Bahia e, atualmente, dá palestras e luta pela inserção das mulheres no mercado de trabalho, mais especificamente, na Construção Civil.

Muito pobre, passou a infância dentro de uma casa de palha e, conta que, “assim que viu um lar construído com vários tijolinhos”, teve a certeza de que passaria a vida entre vigas e concretos, erguendo edificações e fazendo história. “Nunca foi fácil para a mulher estar inserida na Construção Civil, pois se trata de um trabalho tipicamente masculino. Mas, tratando-se desse segmento, posso falar que conheço tudo, seja na construção leve ou pesada”.

Com o que aprendeu e, posteriormente, conquistou, Maria foi capaz de trazer a mãe e os irmãos – o pai já havia falecido – para a capital baiana. A profissional assegura que não foi fácil decidir trabalhar apenas com homens, mas soube quebrar esse tabu usando do perfeccionismo e prezando pela manutenção de um clima agradável no canteiro de obras. “Não basta ser chefe. Tem que saber ser líder. Ao desempenhar esse papel, automaticamente, se aprende a trabalhar, respeitando o outro e sendo respeitada”.

Comentários

Questão