O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Suspeito de chacina confessa que receberia R$ 50 mil @Reinaldo_Cruz @Assuntosdegoias @qb_7 @Cnn_br

Um jovem de 23 anos, suspeito de envolvimento na chacina de Doverlândia (GO), confessou em depoimento ter sido contratado por R$ 50 mil para cometer o crime, segundo a delegada-geral da Polícia Civil de Goiás, Adriana Accorsi. A intenção seria assassinar o dono de uma fazenda próxima à rodovia GO-221, mas outras seis pessoas acabaram degoladas por terem visitado o local durante a ação dos criminosos. O jovem foi preso com um revólver, a espingarda do fazendeiro e roupas sujas de sangue. As informações são da TV Anhanguera.
O suposto contratante, residente em Minas Gerais, já foi preso e nega as acusações. Outro homem foi detido em Minas e também levado para a Delegacia de Homicídios de Goiânia. Eles seriam, segundo a polícia, sobrinho e sogro do filho do fazendeiro. Entre os mortos estavam um filho do dono da fazenda, um funcionário e amigos que visitaram o local. O corpo de uma jovem de 24 anos foi encontrado sem roupas, o que leva a polícia a levantar suspeita de estupro seguido de morte.

Comentários

Questão