Papa Francisco envia mensagem aos brasileiros

O Papa Francisco enviou um vídeo para a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil com uma mensagem aos brasileiros.  Francisco disse que o país passa por uma das provas mais difíceis da história, que ele está próximo das milhares de famílias que perderam um parente por Covid e pediu união para superar a pandemia e o "vírus da indiferença".   O Papa disse que durante a visita inesquecível ao Brasil, em 2013, ele lembrou a história da imagem de Nossa Senhora Aparecida, encontrada quebrada num rio, como símbolo da realidade brasileira. Segundo o Papa, a lição é que aquilo que está quebrado pode recuperar a unidade. Papa Francisco envia mensagem aos brasileiros em vídeo | Jornal Nacional | G1  

Reinaldo

Maguito Vilela tem 'retirada progressiva da sedação', diz médico

Maguito testou positivo para o coronavírus em 20 de outubro. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia.


Em 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões e foi transferido para São Paulo. Em 30 de outubro, Maguito foi entubado, pela primeira vez, após piora no quadro respiratório. Em 8 de novembro, ele voltou a respirar sem o equipamento.

O político apresentou piora e voltou à ventilação mecânica em 15 de novembro, dia do primeiro turno das eleições. Dois dias depois, o candidato iniciou o tratamento respiratório com ECMO, uma máquina que imita as funções dos pulmões.

Em 3 de dezembro, após testar negativo para Covid-19, Maguito foi transferido para um leito de UTI comum do hospital. Depois de dois dias, a ECMO foi retirada.

No dia 11, o político apresentou um sangramento nos pulmões e passou por uma cirurgia, que acabou desestabilizando a pressão arterial.

Em agosto deste ano, Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em um intervalo de menos de 10 dias. Elas tinham 82 e 76 anos e moravam em Jataí, cidade natal do político, localizada no sudoeste de Goiás.
Fonte: Maguito Vilela tem 'retirada progressiva da sedação', diz médico | Goiás | G1

Comentários

Questão