Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Queimadas causam impacto negativo na economia



As queimadas no Pantanal e na Floresta Amazônica tomaram uma proporção assustadora e ganharam destaque no noticiário do Brasil e do mundo. Além da grande destruição da fauna e da flora, é importante também saber qual o impacto econômico destes desastres ambientais. Entrevistamos o economista Gesner Oliveira, especialista em meio ambiente e sustentabilidade.

Comentários

Questão