Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

BRASILEIRÃO VAI ACABAR? TECNICAMENTE JÁ ESTA PREJUDICADO. MORALMENTE PODE SER ABALADO PELAS DECISÕES DA CBF

Mais de 40 casos de Coronavírus entre jogadores em menos de uma semana de Brasileirão levantaram a pergunta: o campeonato corre o risco de não acabar? No vídeo, te trago a resposta da CBF, além de contar o que pensam atletas e clubes.
Conto também sobre a vontade de Hernanes de sair do São Paulo. Ele ao menos fez uma promessa à diretoria: não vai jogar num rival.
Tem ainda informações sobre o futuro de Talles Magno, cheio de sondagens de clubes do exterior, e pra finalizar a oferta feita pelo Atlético ao Santos por Sasha.


É um campeonato diferente de tudo o que a gente já viu. Essa será apenas a segunda rodada do Brasileirão, mas pode definir muita coisa sobre o que será o final da competição. 
O Athletico busca afirmação em seu novo momento, o que para muitos é a transição de um time médio do futebol sul americano entrando definitivamente no âmbito dos gigantes brasileiros. O clube da Baixada lidera o campeonato, conta com força máxima e tem o gramado sintético como principal aliado diante de um Goiás que precisa se reinventar, trocar o pneu do carro com ele em movimento e superar todos os problemas de contaminação pela covid-19. 
Ney Franco que não ganhou reforços de peso este ano, der repente se vê numa situação ainda mais difícil, sendo obrigado a lançar garotos ou aproveitar jogadores que em condições normais estariam no contexto apenas para compôr o elenco em uma competição longa. Não podemos ter a ilusão de que será um grande jogo tecnicamente, essa nem parece ser uma preocupação da CBF, mas é certo que independente do placar teremos uma prévia do que poderá acontecer ao final desta temporada, que diga se de passagem, bem estranha. 
 A primeira em casa pelo @Brasileirao! 
VAMOS!
 

#SempreMaisFuracão #CAPxGOI

Comentários

Questão