Após MP-GO recomendar que Estado e Município não recebam a Copa América, Caiado pode desmoralizar o COE e o próprio Secretário da Saúde

A matéria abaixo foi publicada pelo jornal O Popular mostra que o único estado da federação que tem um médico como governador desmerece as decisões técnicas de um comitê montado para emitir pareceres em casos como este e, pior do que isso, desrespeita o próprio secretário de saúde que também poderia opinar tecnicamente sobre o assunto. A política e a politicagem falaram mais alto no Palácio das Esmeraldas, a vontade do governo de Goiás em "fazer média" com o negacionismo do governo federal salta aos olhos daqueles que tem um mínimo de bom senso.  Matéria do Jornalista Alexandre Ferrari em O Popular: Documento assinado por promotores com atuação na área da saúde cita a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria de hospitais destinados para tratamento contra a Covid-19 O Ministério Público de Goiás (MP-GO) enviou uma carta ao governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), com a recomendação de que o Estado não seja sede da Copa América 2021 . O documento também foi encami

Reinaldo

As provas gritam: de mamando a caducando a família Bolsonaro é corrupta, diz Vanessa Grazziotin

O Globo traz matéria sobre o imbróglio de 'lavagem de dinheiro' envolvendo a família do Presidente da República. O filho Zero Hum aparece mal na fita e cada vez mais enrolado no emaranhado da rachadinha, inquérito conduzido pelo MP-RJ.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse em depoimento ao Ministério Público do Rio (MP-RJ), no âmbito da investigação da “rachadinha”, que não se recorda de ter feito pagamento em espécie durante a aquisição de dois apartamentos em Copacabana, em 2012. Os promotores descobriram que, no mesmo dia em que a compra foi registrada em cartório, por R$ 310 mil, o vendedor dos imóveis efetuou ainda um depósito de R$ 638 mil em dinheiro vivo em um banco que fica a uma rua do cartório onde foi lavrada a escritura. 
Para o MP-RJ, a venda foi registrada abaixo dos valores negociados, e o pagamento em espécie foi feito no momento da escritura e com dinheiro oriundo do esquema das rachadinhas.
Fonte:Flávio Bolsonaro diz não lembrar de pagamento em espécie por apartamento no Rio - Jornal O Globo


Nos últimos dias o Brasil têm sido inundado com novas revelações e informações acerca dos desvios de recursos por parte da família Bolsonaro. Sobretudo por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro e de seus três filhos: Eduardo, Flávio e Carlos Bolsonaro, que inclusive são três parlamentares. Um vereador do Rio de Janeiro, um deputado federal e um senador da República. 
Pois bem, é de conhecimento público já há algum tempo, essa possível prática de rachadinha, praticada por toda a família. Ou seja, recursos desviados de servidores públicos em benefício próprio, o que significa dizer: corrupção. 
Um dos fatos diz respeito ao recebimento de uma parcela de recursos por parte da primeira dama, Michele Bolsonaro. O Brasil sabia que a primeira dama havia recebido do Queiroz um cheque de R$24 mil. 
Inclusive, vale lembrar que o Queiroz é aquele que, após ser encontrado, está atualmente em prisão domiciliar e que cuja esposa, que também era foragida da justiça, também está em prisão domiciliar para cuidar do marido por conta da covid-19.
Fonte:Coluna | As provas gritam: a família Bolsonaro é | Brasil de Fato

Comentários

Questão