Estados articulam ofensiva para barrar proposta de parcelamento de precatórios

A perda de prestígio e credibilidade do governo leva o ministério da economia a tentar manobra para não repassar de uma vez os precatórios aos estados, e assim evitar que opositores tenham acesso a verba às vésperas do ano eleitoral. Jair Bolsonaro segue sua ofensiva contra a Democracia, instituições e o sistema de votação, ao tempo em que tenta asfixiar financeiramente possíveis adversários no pleito de 2022. A matéria do Estadão retrata este cenário: Os Estados se mobilizam numa ofensiva no Congresso para evitar o parcelamento dos precatórios devidos pela União, medida defendida pela equipe econômica para garantir a ampliação do programa Bolsa Família no ano que vem. Dos R$ 89 bilhões em dívidas judiciais previstos para o Orçamento de 2022, pelo menos R$ 16,6 bilhões têm governos estaduais como credores. Para os Estados, a PEC dos precatórios e o projeto que altera o Imposto de Renda são duas frentes lançadas pelo governo federal que fragilizam as contas dos governos regionais, com p

Reinaldo

De costas e mãozinha: Regina Duarte é excluída de chamada do Globoplay sobre novelas

A agora ex-Secretária Especial de Cultura Regina Duarte foi excluída da chamada que o Globoplay preparou – ao som de O Portão, de Roberto Carlos – para anunciar a chegada de novelas clássicas à plataforma.
Bolsonaro humilha Regina Duarte ao dar apoio a subordinado na ...    Regina, que deixou a Globo quando atendeu ao chamado de Jair Bolsonaro para a Secretaria, marca presença em cinco títulos garantidos pelo serviço de streaming: Roque Santeiro (1985), Vale Tudo (1988), Rainha da Sucata (1990), História de Amor (1995) e numa participação em Guerra dos Sexos (1983).

No anúncio, de dois minutos, ela surge apenas de costas numa cena do primeiro capítulo de Vale Tudo, trama de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères na qual deu vida à batalhadora Raquel. E estendendo a mão para Sinhozinho Malta (Lima Duarte) lamber, numa das históricas sequências de Roque Santeiro; no folhetim de Dias Gomes e Aguinaldo Silva, Duarte interpretou a oportunista Viúva Porcina.

A ausência de um dos maiores nomes da teledramaturgia chama atenção – e vai de encontro ao tratamento dado pela Globo à ex-contratada, chamada inclusive de “ex-atriz” no Jornal Nacional enquanto Secretária de Cultura do governo Bolsonaro.

Cabe salientar que outros ex-funcionários, nomes da concorrência e até envolvidos em polêmicas recentes estão presentes na chamada do Globoplay. José Mayer, que deixou a casa após ser acusado de assédio sexual, aparece no vídeo como Pedro, de Laços de Família (2000), novela de Manoel Carlos.


Fonte: De costas e mãozinha: Regina Duarte é excluída de chamada do Globoplay sobre novelas | RD1

A atriz Regina Duarte não é mais secretária especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Um dia depois de almoçar com um dos nomes cotados para assumir o cargo, o ator Mário Frias, o presidente confirmou o remanejamento da artista de 73 anos. Ela será designada para comandar a Cinemateca Brasileira, com sede em São Paulo.

Comentários

Questão