Estados articulam ofensiva para barrar proposta de parcelamento de precatórios

A perda de prestígio e credibilidade do governo leva o ministério da economia a tentar manobra para não repassar de uma vez os precatórios aos estados, e assim evitar que opositores tenham acesso a verba às vésperas do ano eleitoral. Jair Bolsonaro segue sua ofensiva contra a Democracia, instituições e o sistema de votação, ao tempo em que tenta asfixiar financeiramente possíveis adversários no pleito de 2022. A matéria do Estadão retrata este cenário: Os Estados se mobilizam numa ofensiva no Congresso para evitar o parcelamento dos precatórios devidos pela União, medida defendida pela equipe econômica para garantir a ampliação do programa Bolsa Família no ano que vem. Dos R$ 89 bilhões em dívidas judiciais previstos para o Orçamento de 2022, pelo menos R$ 16,6 bilhões têm governos estaduais como credores. Para os Estados, a PEC dos precatórios e o projeto que altera o Imposto de Renda são duas frentes lançadas pelo governo federal que fragilizam as contas dos governos regionais, com p

Reinaldo

POR QUE BOLSONARO QUER TROCAR A DIREÇÃO DA PF?

Mariliz Pereira Jorge comenta a relação tumultuada entre Sérgio #Moro e Jair #Bolsonaro. O ex-juiz abandonou a carreira para ser Ministro da Justiça de Bolsonaro e enfrentou vários embates com o chefe desde que tomou posse.  




Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva entre os dias 14 e 15 de abril, 39% das pessoas que contratam o serviço de diaristas abriram mão das diárias sem manter o pagamento. Além disso, 23% afirmam que os serviços foram mantidos normalmente, mesmo durante o período de quarentena.





Fonte: Coronavírus: 39% dos patrões dispensaram diaristas sem pagamento, diz pesquisa / Twitter 

Comentários

Questão