Brunno Oliveira é o campeão do concurso Novos Talentos 2019

Pedido para Eduardo Bolsonaro ser embaixador já está em Washington

Segundo presidente, formalização da consulta ao governo americano foi acertada diretamente com o chanceler Ernesto Araújo
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 26, já ter pedido para o governo dos Estados Unidos a aprovação para a nomeação de seu filho e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), como embaixador em Washington.
Segundo o presidente, a formalização da consulta ao governo americano foi acertada diretamente com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.
“Acho que foi mandado ontem (quinta-feira) o agrément”, disse Bolsonaro a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada. “Eu acertei com o Ernesto, se não foi ontem foi hoje. A gente não está com pressa”, completou.
A declaração do presidente fere o ritual de aprovação de embaixadores pelo país que os receberá. O pedido de agrément é feito tradicionalmente pelo Itamaraty em absoluto sigilo, para impedir que uma possível negativa venha a causar atrito nas relações bilaterais.
O pedido de aprovação para a indicação de Eduardo para assumir a embaixada do Brasil no país chegou nesta semana a Washington, segundo fontes com acesso ao documento. Até este episódio, o Itamaraty tratava solicitações como essa de maneira sigilosa.
O agrément é uma maneira de consultar o país onde o futuro embaixador vai servir sobre eventuais restrições ao seu nome. Na prática, são analisados requisitos objetivos como a nacionalidade do indicado.

Comentários