Sonhando com a volta a elite, Ponte Preta protocola denúncia no STJD contra Goiás por escalação de Ernandes


Suposta irregularidade de jogador do Goiás pode mudar acesso e rebaixamento do Brasileirão. Se o STJD entender que clubes devem ser punidos por uma suposta escalação irregular de Ernandes, o Ceará seria rebaixado no lugar do Sport. 

O programa #GloboEsportivo da Rádio Globo consultou o Dr. Américo Espallargas, especialista em direito esportivo, para ouvir um parecer sobre o caso envolvendo o registro do lateral, ele disse que a possibilidade de punição dos clubes é muito pequena porque eles também foram vítimas do jogador. Marcelo Segurado, Dirigente do Ceará, afirma que "não tem sentido" punição em caso Ernandes e não teme futuro do clube na Série A. 
A entidade CBF que cuida dos registros e publicações no BID não vê risco de punição ao Goiás por "gato" de Ernandes, o caso transcende a esfera esportiva. O Goiás reitera que não pode ser punido. 
Ernandes, acusado de adulterar certidão de nascimento, tinha contrato em vigor com o Esmeraldino até quinta-feira e deve se pronunciar sobre o suposto caso de irregularidade em sua certidão de nascimento que veio à tona na segunda-feira. Procurador do STJD diz que no caso Ernandes, o Goiás Esporte Clube "é no mínimo vítima" e descarta qualquer tipo de punição. O caso Ernandes segue dando o que falar. Nesta quinta-feira, a Ponte Preta informou que realizou ação de protocolo quanto à notícia de infração, direcionada à procuradoria do STJD