Kassio Nunes Marques: Senado sabatina indicado de Bolsonaro para vaga no STF

O senador Elmano Férrer (Progressistas -PI) emprega em seu gabinete a mulher do desembargador Kassio Nunes Marques, mas diz não saber quais as funções que ela exerce, com salário de R$ 11,4 mil por mês. “Eu tenho mais de 30 (funcionários) lá. Não sei o que... Ela é economista, trabalha lá”, afirmou Férrer ao Estadão.  “Vocês estão querendo especular  umas coisas. Eu não trato dessas questões administrativas de servidores, de o que fazem."
Aliado do presidente Jair Bolsonaro, o senador trocou o Podemos pelo Progressistas, em setembro. Na mudança, perdeu o direito de manter cargos na 2ª vice-presidência da Casa, mas ganhou espaço na 4ª Secretaria. Juiz federal é ouvido por senadores na Comissão de Constituição de Justiça. Além da comissão, nome de indicado de Bolsonaro precisa ser aprovado pelo plenário do Senado.  -------------------------

Depois do relatório do COAF que cita família Bolsonaro, a biografia de Sérgio Moro corre risco real de ir para o lixo

Onyx Lorenzoni, futuro chefe da Casa Civil no governo Bolsonaro, se irritou com uma pergunta sobre de onde vinha vinha o R$1,2 mi do segurança do senador eleito Flávio Bolsonaro, investigado pela Coaf. Exaltado, Lorenzoni questionou o salário de um repórter e abandonou a coletiva de imprensa, que aconteceu durante evento do Lide.
Sérgio Moro comandará órgão que descobriu repasse para Michelle Bolsonaro. Vai valer a Lei Onyx? 
Relatório do Coaf cita mulher de Bolsonaro como beneficiária de dinheiro suspeito. Flávio Bolsonaro empregou em seu gabinete família de ex-assessor citado pelo Coaf.

Comentários