Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

Defesa de João de Deus diz que ele vai se entregar, mas não respeitará prazo

Os advogados de defesa do médium João Teixeira de Faria, 76, conhecido como João de Deus, disseram que ele vai se entregar à polícia espontaneamente, mas que isso não deve acontecer antes das 14h deste sábado. Este é o prazo estabelecido pela Polícia Civil. 
Após esse horário, o médium, suspeito de ter abusado sexualmente de mulheres durante atendimentos espirituais, será considerado foragido. A defesa também informou que já apresentou um pedido de habeas corpus na tentativa de revogar o pedido de prisão temporária, feito pelo Ministério Público de Goiás e aceito pela Justiça na sexta (14). 
“A defesa não esperará o habeas corpus. Apenas não se submeterá ao prazo para apresentação que, no entanto, se dará e de forma espontânea”, disse o advogado Alberto Toron.
Fonte: Defesa de João de Deus diz que ele vai se entregar, mas não respeitará prazo - 15/12/2018 - Cotidiano - Folha

Comentários

Questão