Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Prescrição livra Eliseu Padilha de uma investigação sobre superfaturamento

     Em nova manifestação protocolada nesta quinta-feira, dia 8, a Procuradoria concordou com a prescrição apontada pela defesa. Segundo a PGR, inicialmente não havia sido feita análise sobre prescrição. A ideia era investigar até se outros crimes poderiam ter sido cometidos. 
     Mas, diante de nova análise, a Procuradoria concluiu que não era possível aprofundar a investigação porque as suspeitas inicias estavam realmente prescritas. Agora, caberá ao ministro Fux a decisão sobre o arquivamento. 
     Os advogados afirmaram que os crimes sugeridos pelo Ministério Público prescreveram porque, quando o suspeito tem mais de 70 anos, os prazos para punição caem pela metade.


Comentários

Questão