Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Presidente de clube é suspenso por ameaça de morte feita a árbitro

O presidente da equipe da Associação Atlética Anapolina, Paulo Neli, foi suspenso do clube, em caráter preventivo, por atitude antidesportiva cometida na partida entre a Anapolina e a Associação Atlética Aparecidense, realizada na terça-feira (31), no estádio Jonas Ferreira Duarte, pelo Campeonato Goiano de Futebol Profissional. 

A decisão foi proferida pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás (TJD-GO), Hallan Rocha. A atitude do dirigente foi denuncioada por um dos árbitros da partida que o acusou de proferir palavras de baixo calão e uma suposta ameaça de morte direcionadas a ele, após o término do primeiro tempo do jogo. 

“O dirigente denunciado quebrou alguns princípios norteadores da prática saudável do desporto, ferindo não só a disciplina, mas também, em tese, cometeu atitude ilícita, e, acima de tudo, causando repulsa e indignação aos espectadores, torcedores e à comunidade futebolística em geral”, destaca Hallan. De acordo com o presidente do TJD-GO, a medida de suspensão terá um efeito inibidor e preventivo para evitar novo ato de hostilidade entre todos os participantes da competição, bem como caráter pedagógico. 

A suspensão foi fixada em 30 dias e será objeto de apuração própria, observando os princípios do devido processo legal, do contraditório e da mais ampla defesa.
Por Dr João Camargo Neto

Comentários

Questão