Band descarta Fausto Silva em 2021 e confirma estreia de novo programa para Janeiro de 2022

A Band confirmou nesta terça-feira (22) que Fausto Silva, o Faustão, só vai estrear na programação da emissora em janeiro de 2022 . Havia sido cogitado que o apresentador poderia estrear ainda este ano, mas o próprio Faustão descartou essa hipótese. O dia e horário do novo programa ainda não estão definidos, mas segundo especulações da imprensa, tudo caminha para que seja uma atração diária, de segunda a sexta, no horário nobre, embora o domingo ainda não esteja totalmente descartado. As gravações serão realizadas nos estúdios da Band no Morumbi, zona sul de São Paulo. Eles serão reformados para o retorno do apresentador, que deixou da Globo em junho após 32 anos. Band descarta estreia de Fausto Silva este ano e confirma nova atração para Janeiro de 2022

Reinaldo

Deixa o povo saber quem é ele Sr Ministro. TSE coloca tarja em depoimento que cita Aécio – Politica

Protegido pela mídia e pelo Judiciário do Brasil, Aécio Neves pode ter sim esperança de que vai conseguir sair dessa situação constrangedora em que se meteu. Continuará rico, debochado e acalentando o sonho de que um dia vai governar o Brasil.




Suspeito de envolvimento com tudo de ruim que se possa imaginar, o Mineirinho sempre posou de bom moço, enquanto tramava descaradamente a subida na rampa do Planalto. 

Mesmo com toda cumplicidade da mídia e total complacência do Poder Judiciário, o neto de Tancredo Neves parece ter perdido a confiança da população brasileira que passou a enxergar nele apenas um perdedor nato, inconformado com as seguidas derrotas no campo político.


Hoje é apenas hoje e vai passar, como passam todos os dias, porque contando com a cumplicidade do STF, nenhum brasileiro acredita que Aécio vá puxar 70 anos de cadeia por todos os crimes e desvios dos quais é sempre suspeito, mas que nunca será pego pelos braços da Lei que neste momento esta muito ocupada tendo convicção da culpa de algum petista por ai. 

O Estadão publicou:

A decisão do ministro Herman Benjamin atende ao pedido feito pelo PSDB, que alega que as menções ao partido e à candidatura de Aécio no depoimento de Benedicto Barbosa da Silva Júnior somente se prestaram a "uma indevida exploração política patrocinada junto à imprensa, com a finalidade exclusiva de causar danos à imagem do PSDB, e ao seu presidente, Aécio Neves".
O requerimento do PSDB pedia que também fossem eliminados os trechos do depoimento do ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht referentes a Aécio e ao partido, mas a decisão do ministro Herman Benjamin à qual a reportagem teve acesso diz respeito apenas ao teor da oitiva de Benedicto Júnior.


O Estado publicou que em depoimento prestado ao TSE, Benedicto Júnior afirmou que na campanha de 2014 repassou R$ 9 milhões a políticos do PSDB e do PP e ao marqueteiro tucano a pedido de Aécio Neves - presidente nacional da sigla. Segundo Benedicto, a doação foi feita via caixa 2. 

Comentários

Questão