Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Noemi Jaffe questiona conceito de 'começo'

"As coisas estão em permanente processo até que alguém apareça e nomeie um ponto das coisas como começo". Assim, a autora e crítica literária Noemi Jaffe questiona o conceito de "começo" em sua mais recente publicação, o "Livro dos Começos".

Coincidentemente, a obra foi a última impressão da editora Cosac Naify, que encerrou suas atividades no ano passado.

Em entrevista ao vivo à "TV Folha" nesta sexta-feira (29), a autora falou sobre "o estado de espera" que muito vivem ---boa parte como consequência da internet e da velocidade das informações. "Há uma constante sensação de que estamos perdendo algo", disse.

A autora também falou sobre suas demais obras, sobre as aulas que ministra e a participação no boicote virtual à publicação de 'Minha Luta', de Hitler.

A mesa foi comandada pelo colunista da Folha J. P. Cuenca e contou com a editora-assistente da "Ilustrada" Juliana Cunha.


Comentários

Questão