Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Jornal demorou para noticiar a crise econômica, avaliam colunistas

A Folha, assim como os demais jornais, demoraram para noticiar a crise econômica brasileira. A avaliação é dos colunistas Vinicius Torres Freire e Alexandre Schwartsman. 
 Em debate ao vivo, realizado nesta segunda-feira (15), os colunistas avaliaram a cobertura econômica do jornal e apontaram para um futuro ainda mais difícil, com mais desemprego.

"Os jornais deveriam ter sido pessimistas antes", diz Torres Freire. 
Para ele, em 2013, a confiança do consumidor já estava em queda e o preço dos alimentos em alta. "A inflação puxada pelo preço do tomate virou piada", aponta o colunista.

Schwartsman lembra que os consumidores perceberam a crise antes, pois o desemprego ficou mais próximo e o preço dos alimentos ficaram mais salgados –obrigando boa parte da população a substituir produtos ou evitar a compra de alguns deles.

"Na minha época no Banco Central, achava vocês pessimistas", pondera o colunista que foi diretor de assuntos internacionais do BC durante o governo Lula.

Comentários

Questão