Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Jornal demorou para noticiar a crise econômica, avaliam colunistas

A Folha, assim como os demais jornais, demoraram para noticiar a crise econômica brasileira. A avaliação é dos colunistas Vinicius Torres Freire e Alexandre Schwartsman. 
 Em debate ao vivo, realizado nesta segunda-feira (15), os colunistas avaliaram a cobertura econômica do jornal e apontaram para um futuro ainda mais difícil, com mais desemprego.

"Os jornais deveriam ter sido pessimistas antes", diz Torres Freire. 
Para ele, em 2013, a confiança do consumidor já estava em queda e o preço dos alimentos em alta. "A inflação puxada pelo preço do tomate virou piada", aponta o colunista.

Schwartsman lembra que os consumidores perceberam a crise antes, pois o desemprego ficou mais próximo e o preço dos alimentos ficaram mais salgados –obrigando boa parte da população a substituir produtos ou evitar a compra de alguns deles.

"Na minha época no Banco Central, achava vocês pessimistas", pondera o colunista que foi diretor de assuntos internacionais do BC durante o governo Lula.

Comentários

Questão