Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Com samba, soul e passinho, Casa Verde tem aniversário coletivo mensal

As primeiras notas de "Parabéns", de Tim Maia, começam a tocar depois da meia-noite. No salão, todos levantam as mãos e cantam juntos, numa mistura de coral gospel e harmonia de escola de samba. O refrão é irresistível.

"Que legal! Parabéns por este ano, outra vez só dá você", repete Tim. Nas mesas de plástico que bordeiam a pista de dança, bolos são cortados e bebe-se espumante.

Naquela noite, 15 pessoas comemoravam as novas idades no Baile dos Aniversariantes, uma das tradicionais e (pouco conhecidas) festas de música black da cidade. Ela ocorre na última sexta-feira do mês, em um salão na Casa Verde (zona norte). Paulistanos de todas as cores e estilos são bem-vindos para ouvir soul, samba e pop. E, claro, celebrar o aniversário.


Comentários

Questão