Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Catuaba, a bebida do Carnaval, tem cheiro de cocô seco, diz sommelière

"Comida" convidou a sommelière e colunista de vinhos da Folha, Alexandra Corvo, a encher sua taça de duas marcas de catuaba –bebida tão popular nas festas de São Paulo que não foi fácil encontrá-la nas prateleiras dos mercados.

"É fácil de beber, suculenta, docinha e acidinha. Obviamente não é um produto para ser degustado até porque no nariz você sente, essencialmente, cheiro de cocô seco, de terra seca, de mofo", disse.

"Depois que a gente engole, sente os químicos. O retrogosto [aquele que fica na boca depois de beber] tem cheiro de ovo meio podre, que vem desses químicos pesados, dos sulfitos e conservantes."


Comentários

Questão