O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Mercados reagem mal após eleições na França e na Grécia @Reinaldo_Cruz @BrasliaDF @Assuntosdegoias

As bolsas europeias abriram em queda nesta segunda-feira (7), com os investidores receosos sobre uma possível mudança nas políticas de austeridade na França e na Grécia devido aos resultados nas eleições dos dois países.
Perto das 7h, o índice geral da Bolsa de Valores de Paris, o CAC-40, operava em queda de 0,56%. O índice seletivo FTSE MIB da Bolsa de Valores de Milão tinha leve alta de 0,04% e o principal indicador da Bolsa de Valores de Madri, o Ibex-35, tinha baixa de 0,45%.
O Euro abriu em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, cotado a US$ 1,2993, frente ao US$ 1,3114 da sessão anterior.
O barril de petróleo Brent para entrega em junho abriu nesta segunda-feira em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, cotado a US$ 112,39, menos US$ 0,79 em relação ao fechamento da sessão anterior.
Neste domingo, o socialista François Hollande derrotou Nicolas Sarkozy, tendo 51,7% dos votos. Em seu discurso da vitória, ele afirmou que a "austeridade não pode ser uma fatalidade”.


Comentários

Questão