Após MP-GO recomendar que Estado e Município não recebam a Copa América, Caiado pode desmoralizar o COE e o próprio Secretário da Saúde

A matéria abaixo foi publicada pelo jornal O Popular mostra que o único estado da federação que tem um médico como governador desmerece as decisões técnicas de um comitê montado para emitir pareceres em casos como este e, pior do que isso, desrespeita o próprio secretário de saúde que também poderia opinar tecnicamente sobre o assunto. A política e a politicagem falaram mais alto no Palácio das Esmeraldas, a vontade do governo de Goiás em "fazer média" com o negacionismo do governo federal salta aos olhos daqueles que tem um mínimo de bom senso.  Matéria do Jornalista Alexandre Ferrari em O Popular: Documento assinado por promotores com atuação na área da saúde cita a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria de hospitais destinados para tratamento contra a Covid-19 O Ministério Público de Goiás (MP-GO) enviou uma carta ao governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), com a recomendação de que o Estado não seja sede da Copa América 2021 . O documento também foi encami

Reinaldo

Câmara analisa situação de envolvidos c Cachoeira http://youtu.be/GK0YmC44fGs @Reinaldo_Cruz @QB_7

A Frente Parlamentar de Combate à Corrupção entrará hoje com representação na Corregedoria da Câmara contra os deputados Jovair Arantes (líder do PTB), Carlos Alberto Leréia (PSDB) e Sandes Jr. (PP), todos de Goiás, e Stepan Nercessian (PPS-RJ), que aparecem nos grampos da Polícia Federal em conversas com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acusado de comandar uma rede de jogos ilegais.

Um quinto deputado suspeito de ligação com Cachoeira - Rubens Otoni, do PT goiano - já responde a representação no Conselho de Ética.

A mesma frente parlamentar pretende pedir ao presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que requisite as fitas gravadas pela Polícia Federal, para que o Congresso também tome conhecimento dos diálogos dos deputados com o empresário.

A representação contra Rubens Otoni foi protocolada na semana passada. Baseou-se em fitas com conversas entre o parlamentar e Cachoeira, gravadas em 2004. Nas conversas, Cachoeira diz que dispõe de R$ 100 mil para a campanha de Otoni à Prefeitura de Anápolis. E insinua que contribuiu com ele anteriormente. Pede ainda que não seja declarado que está dando R$ 100 mil para a campanha."










Comentários

Questão