Juliette não esperava repercussão mas se divertiu com o pedido de tradução do Pokemón da Nintendo

Juliette colocou um ponto final no mistério e divulgou em Live no Instagram nesta quinta-feira (3) as datas e as cidades que devem receber os primeiros cinco shows de sua turnê, 'Caminhos' . As cidades escolhidas são do Nordeste e Sudeste do país, e já acontecem ainda neste de março. O local escolhido para o primeiro show, aquele que marca a estréia dela nos palcos acontece na cidade em que reside, o Rio de Janeiro, no dia 26 deste mês. João Pessoa, capital do estado natal de Juliette, Paraíba, também faz parte da rota da turnê no início de abril. Vitória, no Espírito Santo, e Recife, também terão shows da cantora. Muito se perguntou nas redes sociais após a divulgação sobre Campina Grande, apesar de Juliette não ter falado sobre isso, acreditamos que a Pitica deve estar reservando a cidade e o Parque do Povo para realizar o sonho de cantar no maior São João do mundo em Junho. Nas redes sociais, a paraibana celebrou o novo desafio, e convidou os fãs a conhecerem este “novo cami

Reinaldo

Vereadores saem no tapa na Câmara Municipal http://youtu.be/vSzqBqC6P-0 @Reinaldo_Cruz @Goianao2012

Aconteceu na Câmara Municipal de Itatinga (SP), cenas dantescas de uma sessão tumultuada e os vereadores acabaram se espancando no plenário.

A galeria estava lotada de pessoas que acompanhavam as votações que decidiriam por uma possível cassação do prefeito e um vereador da cidade.

A denúncia foi feita pelo vereador Júlio Fogaça e lida pela secretária, mas foi rejeitada por votação.

Uma segunda denúncia, desta vez contra o próprio vereador, foi feita por um morador da cidade, mas também não foi aceita pela maioria da Câmara.

O problema começou quando os parlamentares começaram a desenrolar suas falas no plenário.

Durante a fala do vereador Antônio dos Santos Barbosa, houve uma interrupção feita por Júlio Fogaça.

Os dois se empurraram. O vereador Marcos Feliciano tentou separar, mas também foi atingido.

Os dois vereadores que começaram a briga se agarraram e trocaram socos e só foram separados pelos policiais militares que acompanhavam a sessão.

As pessoas que assistiam invadiram o plenário e também foram contidas pela PM.

O vereador Júlio Fogaça afirmou que a discussão é normal dentro da Câmara.

Já o vereador Antônio disse que foi provocado pelo vereador da oposição e reagiu aos comentários do colega.

A polícia precisou de reforços. O efetivo, que geralmente trabalha com quatro homens, foi aumentado para dez policiais. Na saída, populares que acompanhavam a sessão ainda xingaram Júlio Fogaça, que precisou ser escoltado até o carro.

Com informações do G1 e da TV TEM



Comentários

Questão