O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Revolução na Educação - 38 dias de greve dos professores http://youtu.be/MClTtQFMCC8 via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Os professores da rede estadual de ensino optaram por continuar com a paralisação que já dura 38 dias.

Uma das principais reivindicações da categoria é a volta da titularidade, uma gratificação para especialistas, mestres e doutores, que segundo os professores, foi retirada pelo governo do estado.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), cerca de 2 mil professores participaram da assembleia que foi realizada na sede do Jóquei Clube de Goiás.

Nos últimos dias, os trabalhadores da educação vêm tentando chegar a um entendimento com o governo para por fim à greve iniciada há 37 dias.

O que mais está dificultando esse entendimento entre o governo e os professores é a questão do retorno da titularidade.

Uma nova assembleia foi marcada para a próxima quarta-feira (21/03).

Depois da reunião, os professores saíram em carreata, percorrendo algumas das principais ruas da região central da cidade.

Contrapropostas

Em nota a Secretaria Estadual de Educação informou que propôs ao sindicato dos professores a criação de uma comissão para apresentar novas propostas de valorização dos professores considerando três pontos:

gratificação para os especialistas, mestres e doutores, gratificação de desempenho e avaliação. Ainda de acordo com a secretaria, a comissão teria 40 dias para elaborar as propostas que depois seriam encaminhadas à Assembleia Legislativa.

De acordo com a secretaria, também há disposição para regularizar a situação salarial dos servidores administrativos, que cumprem jornada de 30 horas e reordenar a rede para realizar concurso público.

Outra proposta foi a suspensão do corte de ponto e o pagamento dos valores já descontados dos salários da categoria depois que começar a reposição das aulas perdidas.

Fonte: G1/Goiás

Comentários

Questão