Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Marcelo Guimarães Fº está de volta à presidência do Bahia http://youtu.be/pvYxXgHd3mI @Reinaldo_Cruz @QB_7

No início da tarde desta sexta-feira, o desembargador Gesivaldo Brito concedeu um efeito suspensivo ao dirigente, que havia sido afastado do cargo após decisão do juiz Paulo Albiani, que nomeou o advogado Carlos Rátis como interventor no clube.

- Decisão revogada! Estou de volta! Justiça foi feita! Vamos ao trabalho! - comemorou o dirigente através do Twitter.

De acordo com o vice-presidente jurídico do Bahia, Ademir Ismerim, a decisão do desembargador define que a sentença esteja suspensa até que o Tribunal de Justiça da Bahia julgue o mérito.

- E nós temos 15 dias para entrar com um recurso. E é o que vamos fazer. A partir de agora tudo volta ao normal no Bahia – disse o advogado do clube.

Com a decisão do desembargador, o advogado Carlos Rátis suspendeu a audiência pública que tinha convocado para a tarde desta sexta-feira. O encontro iria servir para que os sócios do Bahia se apresentassem e definissem como seria realizada a eleição para o Conselho Deliberativo do clube.

Paulo Roberto Falcão é que deve estar triste com a bagunça fora das quatro linhas, já que dentro delas, o time vai muito bem obrigado.

Com informações do Globoesporte.com

Comentários

Questão