Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

Tudo calmo no Fla @Reinaldo_Cruz @Questao_Brasil @cartabrasil @soccer_brasil @Assuntodegoias #ASBUG @fintasedribles @Blogdozurc

A equipe venceu, mas não convenceu. E isso é fato E apesar da goleada, o técnico Vanderlei Luxemburgo disse que o bom rendimento na partida contra o Atlético-MG foi fruto da calma estabelecida dentro do grupo. "Não é uma vitória para mostrar nada para ninguém. É uma vitória de quem estava jogando bem e que sabia o que estava fazendo. Tem muita coisa que fica na parte externa. Na parte interna, tem muita coisa acontecendo com calma", afirmou o treinador após a partida. "A função dos críticos é diferente da nossa. Vocês criticam e a gente mantém a calma para analisar e tomar decisões", completou. Sobre as cobranças em cima de Ronaldinho e o bom rendimento dele em campo contra o Atlético-MG, Luxemburgo afirmou que o próprio jogador é quem buscou recuperar o equilíbrio.

Comentários

Questão