Celso de Mello retira do plenário virtual do STF votação sobre depoiment...

Como bem lembrou Marco Aurélio, presencialmente Bolsonaro pode optar por ficar calado. Por escrito, não seria ele o autor das respostas e sim seus advogados... Um imbróglio que está se transformando em cabo de guerra no judiciário.

Andreazza: STJ errou e fez uma intervenção no governo do Rio


O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), deve decidir sobre o pedido apresentado pela defesa de Wilson Witzel contra a liminar que o afastou na última sexta-feira (28) do cargo de governador do RJ. O afastamento, determinado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves, será reavaliado nesta quarta (2) pelo Órgão Especial do mesmo tribunal, que reúne os 15 ministros mais antigos da Corte.

Comentários