O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

A julgar pelas imagens, o pessoal nos bares do Rio de Janeiro está imune


Muito rigor no início e um total descaso agora por parte de autoridades e da própria população em todo o Brasil. No momento em que os números de contaminados e mortos pela covid-19, os governantes em quase todo o país decidem pela flexibilização das atividades econômicas e as imagens oriundas do povo desfrutando da "liberdade" sugerem que ninguém entendeu nada sobre o novo coronavírus até agora, ou na pior das hipóteses não estão dando a mínima para as consequências.
É uma enfermidade que ainda não tem cura, não existe vacina para combate-la e o que foi apresentado como remédio mais eficiente é o distanciamento social, o isolamento para evitar aglomerações, porque não há nada que possa ser feito em caso de contaminação e, possível agravamento do estado de saúde de quem faz parte dos grupos considerados de risco.
Flexibilização da quarentena | Artes

Comentários

Questão