O senador Romário é suspeito de ocultar patrimônio e usar laranjas para escapar das dívidas milionárias

O pagamento de pensões era um grande problema para o senador em seus tempos de fama como jogador, mas hoje em dia isso não deveria ser algo que o incomodasse, pois os filhos estão todos criados e talvez uma ou duas filhas ainda dependam do pai.
O ídolo dos gramados sempre teve sucesso, fez fama e dinheiro. Com o fim da carreira, Romário entrou para política, primeiro se elegeu deputado federal e depois conquistou uma cadeira no Senado da República. A política no Brasil é cercada de desconfianças e os políticos quase na sua totalidade são suspeitos de um tudo.



Leia abaixo a matéria de O Globo e entenda o imbróglio:

Do Jornal O Globo

Marco Grillo e Thiago Prado



Acusado em processos judiciais de transferir bens a terceiros para não pagar dívidas com credores, o senador Romário (Pode-RJ) passou a colocar o próprio advogado como dono de parte do seu patrimônio. Luiz Sérgio de Vasconcelos Júnior, que entre 2017 e 2019 foi funcionário comissionado no Senado, foi autorizado, por meio de documentos…

Sem a companhia das figuras do 'Centrão', Bolsonaro participa com os filhos de ato em frente ao Planalto e fala em resgate de valores

O historiador Marco Antonio Villa analisa o comportamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista exclusiva à CNN, ele comenta o 'desrespeito' do chefe do executivo à democracia e traça um panorama sobre a situação atual do país e do governo. 



O presidente acenou para apoiadores e fez um rápido pronunciamento durante um ato em seu apoio. Bolsonaro afirmou que a reunião em frente à rampa do palácio era 'manifestação pura da democracia' e disse não haver placas ou bandeiras que 'atentem contra o estado democrático'.
 

ImagemOs presentes cantaram em apoio ao presidente e pediram fim das medidas de isolamento social, recomendadas por autoridades para frear a transmissão da Covid-19.

Comentários