Estados articulam ofensiva para barrar proposta de parcelamento de precatórios

A perda de prestígio e credibilidade do governo leva o ministério da economia a tentar manobra para não repassar de uma vez os precatórios aos estados, e assim evitar que opositores tenham acesso a verba às vésperas do ano eleitoral. Jair Bolsonaro segue sua ofensiva contra a Democracia, instituições e o sistema de votação, ao tempo em que tenta asfixiar financeiramente possíveis adversários no pleito de 2022. A matéria do Estadão retrata este cenário: Os Estados se mobilizam numa ofensiva no Congresso para evitar o parcelamento dos precatórios devidos pela União, medida defendida pela equipe econômica para garantir a ampliação do programa Bolsa Família no ano que vem. Dos R$ 89 bilhões em dívidas judiciais previstos para o Orçamento de 2022, pelo menos R$ 16,6 bilhões têm governos estaduais como credores. Para os Estados, a PEC dos precatórios e o projeto que altera o Imposto de Renda são duas frentes lançadas pelo governo federal que fragilizam as contas dos governos regionais, com p

Reinaldo

Recado que já foi para o ex-presidente Lula agora é aplicado por Sérgio Moro via Globo ao presidente Bolsonaro

Em sua cruzada para mostrar o que Jair Bolsonaro virou na cadeira de presidente da República, Sergio Moro divulgou neste domingo o trecho de um discurso de formatura feito por ele na Universidade de Notre Dame, Indiana, nos Estados Unidos, em 2018.


O texto, naqueles idos, era direcionado inevitavelmente a Lula e o PT. Agora, no entanto, serve de figurino a Bolsonaro e também é a forma de Moro dizer que sempre esteve no lugar em que está hoje.

O pedaço escolhido por Moro é uma sequência de estocadas em Bolsonaro, que tentou usar seu poder para colocar a Polícia Federal a serviços dos seus interesses pessoais, reforçando o trabalho de inteligência, nas palavras do presidente, “do meu pessoal”.

“Nunca esqueçam de agir com integridade e virtude em suas vidas privadas e públicas”, diz Moro. “Nunca desistam da virtude e da Integridade de seus governantes. Não se esqueça os pilares de nações democráticas. O que é ‘Rule of law’. Isso significa que todo mundo tem direitos iguais perante a proteção da lei. Neste caso, para proteger os mais vulneráveis, mas também significa que ninguém está acima da lei”
Fonte: Vídeo: Recado que já foi para Lula agora é aplicado por Moro a Bolsonaro | VEJA

Comentários

Questão