Juliette realiza o sonho da casa própria para os quatro irmãos e plano de saúde para toda família

Ainda confinada no BBB, Juliette revelou como pretendia usar o prêmio milionário, caso vencesse o reality: 'Primeiramente, para a cirurgia que minha mainha precisa fazer. Depois, para uma casa própria para os meus irmãos, uma casa popular', contou a advogada e maquiadora que desde sempre era favorita a ganhar 1 milhão e meio. Juliette virou a caçula da casa após a morte da irmã mais nova, Juliene, aos 17 anos. Eles são Washington, de 38 anos, Lourival Junior, de 43, Otto, de 42, e José Valdelino, de 35, irmãos da Pitica por parte de pai.    https://youtu.be/mJ68w-0k2_c    #EPJuliette, #Bença, #Doce, #DiferençaMara, #Vixequegostoso, #Benzim, #SeiLa #JulietteFreire, #juliettenaamericanas, #avonliette, #juliettenogloboplay, #HAVAINASDEJULIETTE, #JulietteELOccitane, #ACeADeJuliette, #BohemiadaJuliette,#juliettenaloccitaneaubresil, #BohemiadaJuliette, #JulietteNoHugoGloss, #BBB21, #TeamJuliette, #JuliettenaSAMSUNG, #JuliettenaSeara #TemporadaJulietteNoTVZ, #JuliettenaEstacio, #jul

Reinaldo

Má qualidade do serviço prestado pela ENEL pode levar a cassação da concessão pelo Governo Bolsonaro

Uma guerra em que a população de Goiás só tem a perder!

O Estado de Goiás já esta perdendo com a má qualidade do serviço prestado pela empresa italiana que comprou a CELG, mas a intransigência do Governador Ronaldo Caiado não colabora em nada para que isso se resolva. Ele diz que não retomará negociações com a Enel: "Eu conversei 15 vezes".
Resultado de imagem para enel x caiado
Resta ao povo de Goiás contar com a própria sorte, já que não existe mais possibilidade de diálogo para viabilizar soluções, e ai, é difícil que a empresa retome os investimentos correndo o risco de ter a concessão cassada pelo Governo Federal a qualquer momento. Até que haja a hipotética re estatização da CELG por parte do Governo de Goiás via Ministério das Minas e Energia. A população do estado pode ter que continuar a conviver com a prestação de serviço precária, com constantes quedas de energia ou com a falta total por longuíssimos períodos.

Como não há possibilidade de resolver as agruras do dia para noite, um canal de negociação e diálogo franco na busca conjunta por soluções 'amigáveis' seria o melhor caminho, ao contrário de uma ruptura litigiosa em que só o povo de Goiás tem a perder.

Comentários

Questão