Celso de Mello retira do plenário virtual do STF votação sobre depoiment...

Como bem lembrou Marco Aurélio, presencialmente Bolsonaro pode optar por ficar calado. Por escrito, não seria ele o autor das respostas e sim seus advogados... Um imbróglio que está se transformando em cabo de guerra no judiciário.

Má qualidade do serviço prestado pela ENEL pode levar a cassação da concessão pelo Governo Bolsonaro

Uma guerra em que a população de Goiás só tem a perder!

O Estado de Goiás já esta perdendo com a má qualidade do serviço prestado pela empresa italiana que comprou a CELG, mas a intransigência do Governador Ronaldo Caiado não colabora em nada para que isso se resolva. Ele diz que não retomará negociações com a Enel: "Eu conversei 15 vezes".
Resultado de imagem para enel x caiado
Resta ao povo de Goiás contar com a própria sorte, já que não existe mais possibilidade de diálogo para viabilizar soluções, e ai, é difícil que a empresa retome os investimentos correndo o risco de ter a concessão cassada pelo Governo Federal a qualquer momento. Até que haja a hipotética re estatização da CELG por parte do Governo de Goiás via Ministério das Minas e Energia. A população do estado pode ter que continuar a conviver com a prestação de serviço precária, com constantes quedas de energia ou com a falta total por longuíssimos períodos.

Como não há possibilidade de resolver as agruras do dia para noite, um canal de negociação e diálogo franco na busca conjunta por soluções 'amigáveis' seria o melhor caminho, ao contrário de uma ruptura litigiosa em que só o povo de Goiás tem a perder.

Comentários