O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

Revoltado com arbitragem, presidente da Chape diz que pedirá anulação de jogo contra o Goiás

Derrotada por 3 a 1 para o Goiás na noite desta segunda-feira, a Chapecoense promete pedir a anulação do jogo. Em entrevista para a rádio Oeste Capital, ainda no Serra Dourada, o presidente Plinio David de Nes Filho, o Maninho, criticou a atuação da equipe de arbitragem e disse que entrará com o pedido de cancelamento.
mandatário da Chape reclamou de decisões da arbitragem — Foto: Sirli Freitas/Chapecoense
Segundo o mandatário, as decisões na marcação do pênalti de Márcio Araújo em Léo Sena e a expulsão de Bruno Pacheco, no segundo tempo, foram erradas e prejudicaram a Chapecoense. Na visão de Maninho, houve despreparo e falta de competência da equipe comandada por Igor Benevenuto.

- Uma arbitragem despreparada prejudicou a Chapecoense no pênalti que não existiu e depois ele deveria consultar o VAR no cartão vermelho, assim como foi com o Nikão, em São Paulo, quando anulou a expulsão. Vai ver que ele entrou na bola e pegou o jogador depois. Viria que merecia o cartão amarelo - disse o presidente.

"O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude."

- Desta maneira, a gente não pode fazer um futebol sério. O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude. Falo do despreparo do árbitro e de quem opera o VAR - finalizou.

Com sete pontos, a Chapecoense está fora do Z-4, mas empatado em pontos com o Fortaleza, que abre a zona da degola. Na próxima rodada, a última antes da parada da Copa América, o Verdão recebe o Fluminense, na Arena Condá.
Revoltado com arbitragem, presidente da Chape diz que pedirá anulação de jogo contra o Goiás

Comentários

Questão