Após MP-GO recomendar que Estado e Município não recebam a Copa América, Caiado pode desmoralizar o COE e o próprio Secretário da Saúde

A matéria abaixo foi publicada pelo jornal O Popular mostra que o único estado da federação que tem um médico como governador desmerece as decisões técnicas de um comitê montado para emitir pareceres em casos como este e, pior do que isso, desrespeita o próprio secretário de saúde que também poderia opinar tecnicamente sobre o assunto. A política e a politicagem falaram mais alto no Palácio das Esmeraldas, a vontade do governo de Goiás em "fazer média" com o negacionismo do governo federal salta aos olhos daqueles que tem um mínimo de bom senso.  Matéria do Jornalista Alexandre Ferrari em O Popular: Documento assinado por promotores com atuação na área da saúde cita a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria de hospitais destinados para tratamento contra a Covid-19 O Ministério Público de Goiás (MP-GO) enviou uma carta ao governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), com a recomendação de que o Estado não seja sede da Copa América 2021 . O documento também foi encami

Reinaldo

Revoltado com arbitragem, presidente da Chape diz que pedirá anulação de jogo contra o Goiás

Derrotada por 3 a 1 para o Goiás na noite desta segunda-feira, a Chapecoense promete pedir a anulação do jogo. Em entrevista para a rádio Oeste Capital, ainda no Serra Dourada, o presidente Plinio David de Nes Filho, o Maninho, criticou a atuação da equipe de arbitragem e disse que entrará com o pedido de cancelamento.
mandatário da Chape reclamou de decisões da arbitragem — Foto: Sirli Freitas/Chapecoense
Segundo o mandatário, as decisões na marcação do pênalti de Márcio Araújo em Léo Sena e a expulsão de Bruno Pacheco, no segundo tempo, foram erradas e prejudicaram a Chapecoense. Na visão de Maninho, houve despreparo e falta de competência da equipe comandada por Igor Benevenuto.

- Uma arbitragem despreparada prejudicou a Chapecoense no pênalti que não existiu e depois ele deveria consultar o VAR no cartão vermelho, assim como foi com o Nikão, em São Paulo, quando anulou a expulsão. Vai ver que ele entrou na bola e pegou o jogador depois. Viria que merecia o cartão amarelo - disse o presidente.

"O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude."

- Desta maneira, a gente não pode fazer um futebol sério. O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude. Falo do despreparo do árbitro e de quem opera o VAR - finalizou.

Com sete pontos, a Chapecoense está fora do Z-4, mas empatado em pontos com o Fortaleza, que abre a zona da degola. Na próxima rodada, a última antes da parada da Copa América, o Verdão recebe o Fluminense, na Arena Condá.
Revoltado com arbitragem, presidente da Chape diz que pedirá anulação de jogo contra o Goiás

Comentários

Questão