Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

As gigantes do comércio eletrônico estudam a possibilidade de comprar os Correios

Jair Bolsonaro já deixou bem claro a vontade de privatizar os Correios, empresa detentora do monopólio brasileiro no segmento de correspondências.
A venda da estatal já tem atraído a atenção de gigantes globais como a norte-americana Amazon e a chinesa Alibaba, dona do AliExpress. Segundo a coluna Esplanada, do jornal O Dia, as gigantes do comércio eletrônico discretamente estudam a possibilidade de comprar os Correios.

O interesse se daria por conta da enorme estrutura logística que a estatal dispõe, com rotas e agências de distribuição de alcance em nível nacional. Ainda segundo a nota, existe a possibilidade da Amazon ou Alibaba se unirem a um grande banco nacional para a compra. 

Desse modo, o serviço postal seria aproveitado pelas instituições financeiras enquanto a logística seria de serventia das gigantes internacionais. Ainda não há previsão para o início do processo de privatização dos Correios.

Comentários

Questão