O ator e humorista Batoré morre em São Paulo

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer. Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. "As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido", diz nota da Prefeitura. Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas. Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa " A Praça é Nossa ", do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela "Velho Chico" em que fez o papel do delegado Queiroz. Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP. Fonte: Batoré, ator e humorista, morre em SP | São Paulo | G1

Reinaldo

ARTICULAÇÃO POLÍTICA DE BOLSONARO PODE FREAR DESACELERAÇÃO DA ECONOMIA


Na primeira edição do #ConexãoMyNews, Mara Luquet entrevista o economista Luis Eduardo Assis sobre a perspectiva da economia brasileira em 2019. Para o especialista, a única forma de a economia brasileira não descer ladeira abaixo em 2019 é o presidente Jair Bolsonaro começar a “praticar” a chamada articulação política em prol da importante agenda econômica colocada para o país. 
Assis acredita que enquanto Bolsonaro focar em legislar apenas de olho em uma agenda própria e não relacionada aos importantes desafios para a retomada do crescimento do país, a economia tende a caminhar de “lado” com tendência a cair ainda ainda. Haja visto que no início do ano a expectativa era de um crescimento do PIB de 2,5% e seis meses depois já se comemora se crescer 1%. 
Embora o governo tenha tomado medidas paliativas para incentivar o consumo, entre elas a liberação do uso do Fundo de Garantia, para o economista não passa de uma “anestesia” para um povo que precisa passar por uma cirurgia.

Comentários

Questão