Comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega recorreram a Jair Bolsonaro, diz The Intercept

Ligações perigosas apontam para relações estreitas entre comparsas do miliciano Adriano da Nóbrega e o Presidente da República, a matéria intitulada o "O cara da casa de vidro" traz dados que levantam suspeitas sobre Jair Bolsonaro.   O Intercept já havia reportado sobre as escutas em fevereiro, quando mostramos como Adriano dizia que “se fodia” por ser amigo do presidente da República, e em março, quando detalhamos a briga pelo espólio deixado pelo ex-caveira. As referências a “Jair” e “cara da casa de vidro” constam em novos documentos recebidos pela reportagem, que, em conjunto com as escutas anteriores, permitem entender a amplitude das relações do miliciano e da rede que lhe deu apoio no período em que passou foragido. Adriano da Nóbrega fugia da justiça desde janeiro de 2019, quando o Ministério Público do Rio pediu a sua prisão, acusando-o de chefiar a milícia Escritório do Crime, especializada em assassinatos por encomenda. Ex-integrante da elite do batalhão de elite

Reinaldo

Globo avisa: "'Encontro com Fátima Bernardes não acabará"

Imagem relacionada
"Encontro com Fátima Bernardes" não vai sair da grade da Globo: foi o que a emissora garantiu ao  site Purepeople nesta terça-feira (12). Segundo o "TV Fama" da Rede TV!, a atração chegaria ao fim e Fátima Bernardes ganharia uma nova atração à tarde, com mistura de jornalismo e entretenimento, mas com moldes diferentes do programa atual. 








Em seu horário, Fernanda Gentil, anunciada como nova apresentadora do entretenimento após deixar o jornalismo esportivo, assumiria uma atração. "O programa não vai acabar", afirmou a assessoria de comunicação da emissora, sem entrar em detalhes sobre uma possível mudança de horário. 

Globo avisa: "'Encontro com Fátima Bernardes não acabará"

Comentários

Questão