Kassio Nunes Marques: Senado sabatina indicado de Bolsonaro para vaga no STF

O senador Elmano Férrer (Progressistas -PI) emprega em seu gabinete a mulher do desembargador Kassio Nunes Marques, mas diz não saber quais as funções que ela exerce, com salário de R$ 11,4 mil por mês. “Eu tenho mais de 30 (funcionários) lá. Não sei o que... Ela é economista, trabalha lá”, afirmou Férrer ao Estadão.  “Vocês estão querendo especular  umas coisas. Eu não trato dessas questões administrativas de servidores, de o que fazem."
Aliado do presidente Jair Bolsonaro, o senador trocou o Podemos pelo Progressistas, em setembro. Na mudança, perdeu o direito de manter cargos na 2ª vice-presidência da Casa, mas ganhou espaço na 4ª Secretaria. Juiz federal é ouvido por senadores na Comissão de Constituição de Justiça. Além da comissão, nome de indicado de Bolsonaro precisa ser aprovado pelo plenário do Senado.  -------------------------

O discurso de Bolsonaro contra a corrupção tá na berlinda com o “enrosco” de Flávio com Queiroz


"Há três meses, Flávio Bolsonaro borrifava detergente no noticiário político. Ele dizia: "Não há a menor condição de apoiar Renan Calheiros para a presidência do Senado". Afirmava também que "o novo momento do Brasil pede um presidente inédito" na Câmara, não Rodrigo Maia. Hoje, o Planalto está fechado com a reeleição de Maia na Câmara. E Renan estende a mão para o filho do presidente, às voltas com o risco de estrear no Senado como protagonista de uma CPI."
O discurso de Bolsonaro contra a corrupção tá na berlinda com o “enrosco” de Flávio com Queiroz

Comentários