Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Mídias Brasil: Assim como aconteceu com o Facebook, o WhatsApp também toma medidas para evitar a propagação das fake news

Como tudo na vida tem lado bom e o ruim, as "crianças" do mundo não se comportaram direito, não souberam utilizar para o bem o presente recebido, e aos poucos vão perdendo o direito de usar ferramentas que ajudam a propagar mensagens e pensamentos por ai. Mark Zuckemberg e seus pares já tinham retirado do Facebook a função de receber postagens automáticas de outros sites e aplicativos.


Agora chegou a vez do WhatsApp também limitar ações como medidas para combater a disseminação de notícias falsas através da sua plataforma, o app vai limitar para cinco o número de vezes que um usuário pode reenviar uma mensagem para seus contatos. A medida é uma tentativa de combater notícias falsas e boatos, afirmaram os executivos da companhia nesta segunda-feira, 21, em um evento em Jacarta, na Indonésia.
Anteriormente, um usuário do WhatsApp poderia reenviar uma mensagem para 20 outros usuários ou grupos. O limite de cinco reenvios expande para nível global uma medida que o WhatsApp colocou em prática na Índia em julho, depois da disseminação de rumores em mídias sociais que levaram a assassinatos e tentativas de linchamento.
Mídias Brasil | Tecnologia | L: Assim como aconteceu com o Facebook, o WhatsApp também toma medidas para evitar a propagação das fake news

Comentários

Questão