Internacional humilha o São Paulo em pleno Morumbi e assume a liderança do Brasileirão

O Colorado foi até São Paulo, fez 5 a 1 no Tricolor Paulista e assumiu a ponta do Campeonato Brasileiro nesta quarta. Victor Cuesta, Caio Vidal e Yuri Alberto (três vezes) marcaram os gols para os gaúchos, Luciano descontou para os paulistas.  O Internacional agora tem 59 pontos, contra 57 do São Paulo. Jornalistas ressaltam a superação de Abel Braga. Segundo PVC, foi a maior goleada sofrida pelo São Paulo no Morumbi. Fonte:  Estadão Esportes no Twitter: "Inter massacra o São Paulo no Morumbi e assume a liderança do Brasileirão https://t.co/9DExaC0B6z" / Twitter

Reinaldo

Governador anuncia medidas para amenizar sofrimento do funcionalismo

Ronaldo Caiado cancelou cobrança do Ipasgo e de multas em contas do Detran e Saneago
c
O governador Ronaldo Caiado anunciou nesta quinta-feira, 10/1, em Jataí, a 327 km de Goiânia, medidas emergenciais para socorrer o funcionalismo público que sofre com o atraso dos salários do mês de dezembro. A dívida não empenhada e não paga pelo governo anterior deixou milhares de famílias em situação difícil.
Além de propor parceria com prefeitos para avalizar que donos de supermercados e farmácias aceitem que funcionários públicos façam compras que só serão pagas após a quitação dos salários atrasados, Ronaldo Caiado disse que determinou o cancelamento da cobrança do Ipasgo no mês de dezembro. Até o recebimento dos salários de janeiro, que começam a ser pagos no próximo dia 25, os servidores não vão pagar juros ao quitar multas e taxas do Detran. O mesmo vale para as contas da Saneago. Sobre as contas de luz cobradas pela Enel, o governador lamenta a venda da Celg e disse que não tem qualquer poder de suspender multas dos servidores. “Nos solidarizamos com os funcionários públicos e vamos corrigir essa injustiça que o governo anterior cometeu contra eles ao não pagar seus salários”, disse.
#CaiadoGovernador, #Funcionalismopúblico, #GovernadorCaiado, #RonaldoCaiado, #Salários
Governador anuncia medidas para amenizar sofrimento do funcionalismo

Comentários

Questão