Secretários de Saúde veem fracasso de Bolsonaro e Pazuello e também querem impeachment

Secretários estaduais de Saúde consideram que sucessivos vexames de Bolsonaro e Pazuello com as vacinas levaram a situação ao limite do suportável. Alguns gestores já apoiam pedido de impeachment do ocupante do Planalto.  Secretários de Saúde dizem ter chegado ao limite a paciência com o ministro Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Alguns falam que o único caminho daqui para frente é um pedido de impeachment do presidente.  Os gestores estaduais de Saúde não receberam nenhuma comunicação sobre o cancelamento da ida do avião brasileiro à Índia, após o fracasso das negociações feitas pelo próprio presidente com o governo indiano. Os secretários se queixam ainda de que não foram avisados sobre mudança no calendário de vacinação e veem o episódio como um vexame e um fracasso nacional.  Segundo o Painel da Folha de S.Paulo , gestores estaduais afirmam que o governo e o ministério estão completamente perdidos. Alguns deles só veem como solução para a tragédia sanitária o impeachment do presid

Reinaldo

E lá se vão 17 anos desde a conquista do penta no Japão





Principal jogador na campanha do Tetra, Romário entrou para sempre na galeria de grandes craques do futebol nacional. Mas na campanha do pentacampeonato ele acabou cortado por Felipão. Ainda bem que ganhamos e a história reservou na memória outras imagens inesquecíveis do quarto título: a comemoração "embala-neném" de Bebeto, o gol de Branco contra a Holanda, as defesas de Taffarel... 
Bom, mas o assunto agora é o penta. A Seleção Brasileira vinha desacreditada para a Copa. No ano anterior, na Copa América, havia sido desclassificada de forma vexatória para Honduras nas oitavas-de-final e se classificou para a Copa do Mundo na última rodada das Eliminatórias, precisando da vitória. Somado a tudo isso, Ronaldo e Rivaldo eram incógnitas e Romário, que vivia grande fase, não foi convocado, além de várias denúncias de corrupção dentro da CBF e problemas extracampo que afetava a seleção.
Entretanto, no decorrer da Copa, o Brasil vinha fazendo uma ótima campanha, com seis jogos e seis vitórias, chegando à final, onde o adversário era a temida Alemanha, que tinha no gol o paredão Oliver Kahn, eleito o melhor jogado daquela competição.
E lá se vão 17 anos desde a conquista do penta no Japão

Comentários

Questão