Juliette não esperava repercussão mas se divertiu com o pedido de tradução do Pokemón da Nintendo

Juliette colocou um ponto final no mistério e divulgou em Live no Instagram nesta quinta-feira (3) as datas e as cidades que devem receber os primeiros cinco shows de sua turnê, 'Caminhos' . As cidades escolhidas são do Nordeste e Sudeste do país, e já acontecem ainda neste de março. O local escolhido para o primeiro show, aquele que marca a estréia dela nos palcos acontece na cidade em que reside, o Rio de Janeiro, no dia 26 deste mês. João Pessoa, capital do estado natal de Juliette, Paraíba, também faz parte da rota da turnê no início de abril. Vitória, no Espírito Santo, e Recife, também terão shows da cantora. Muito se perguntou nas redes sociais após a divulgação sobre Campina Grande, apesar de Juliette não ter falado sobre isso, acreditamos que a Pitica deve estar reservando a cidade e o Parque do Povo para realizar o sonho de cantar no maior São João do mundo em Junho. Nas redes sociais, a paraibana celebrou o novo desafio, e convidou os fãs a conhecerem este “novo cami

Reinaldo

Comissão de FINANÇAS: fim da aplicabilidade da “cartinha da maldade” que todos dos contribuintes goianiense receberam?


IPTU GERA RACHA ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL E A PREFEITURA DE GOIÂNIA. Versão dada pelo secretário de Finanças do Município, de que a responsabilidade pelo imbróglio criado em relação ao IPTU é da Câmara por não ter aprovado o novo Código Tributário, está gerando polêmica entre vereadores.
Um dos contestadores é o vereador Elias Vaz (PSB), eleito recentemente deputado federal. Vaz refuta as informações que o secretário está repassando à imprensa e à população, de que a responsabilidade pela não aprovação do Código seria da Câmara.
O Código em questão permitiria um novo formato de cobrança do imposto. No entanto, de acordo com o vereador, o projeto só foi encaminhado pela prefeitura à Câmara no dia 11 de setembro. Para entrar em vigor em 2019, a matéria deveria ser publicada no Diário Oficial no dia primeiro de outubro de 2018, 90 dias antes do início do ano.
Segundo o vereador Elias Vaz, o projeto tem 384 artigos, e apesar da Prefeitura saber do prazo de 90 dias, não enviou o Código em tempo hábil. Vaz ainda afirmou que o secretário estaria armando uma “armadilha para o povo goianiense”. “O secretário quer transferir a culpa para os vereadores para maquiar a armadilha que foi armada para aumentar o IPTU do goianiense”, destaca.

Comentários

Questão