Morre Maguito Vilela, prefeito licenciado de Goiânia

O prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu na madrugada nesta quarta-feira (13), a nove dias de completar 72 anos de idade. A morte encerra uma luta contra a covid-19 que começou há 83 dias. Maguito deixa a esposa, Flávia, quatro filhos (entre eles Daniel Vilela), quatro netos e 1,5 milhão de goianienses órfãos. O sepultamento acontecerá em Jataí, sua terra natal. Maguito lutava contra a sua segunda infecção pulmonar, detectada em sete de janeiro – há seis dias, portanto. A notícia de que o paciente havia sido acometido por bactérias no pulmão jogou um balde de água fria em todos que torciam pela sua recuperação, já que antes dela Maguito estava lúcido, assistia a filmes e jogos de futebol no seu quarto, falava com o suporte de uma válvula (que tampava o orifício aberto em sua traqueia para ventilação mecânica) e recebia visita dos netos. O boletim médico desta terça trouxe, pela primeira vez, o adjetivo “grave” para falar da infecção contra a qual o prefeito lutava

Reinaldo

Entrevista de Jair Bolsonaro para GloboNews | Completo (Sem Cortes) |

Candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro diz que, se eleito, pode privatizar a Petrobras: 'se não tiver solução'. De acordo com o candidato, se ele for eleito, o economista Paulo Guedes será o ministro da Fazenda e terá a liberdade para conduzir a política econômica e ainda escolher, por exemplo, o presidente do Banco Central. 
Em outros trechos, ele também disse que não é homofóbico e que não cabe ao STF discutir descriminalização do aborto. O candidato também afirmou que, se eleito, manterá o Bolsa Família.  
 © 2000-2018 Todos os direitos reservados à Globo Comunicação e Participações S.A.

Comentários

Questão