Band descarta Fausto Silva em 2021 e confirma estreia de novo programa para Janeiro de 2022

A Band confirmou nesta terça-feira (22) que Fausto Silva, o Faustão, só vai estrear na programação da emissora em janeiro de 2022 . Havia sido cogitado que o apresentador poderia estrear ainda este ano, mas o próprio Faustão descartou essa hipótese. O dia e horário do novo programa ainda não estão definidos, mas segundo especulações da imprensa, tudo caminha para que seja uma atração diária, de segunda a sexta, no horário nobre, embora o domingo ainda não esteja totalmente descartado. As gravações serão realizadas nos estúdios da Band no Morumbi, zona sul de São Paulo. Eles serão reformados para o retorno do apresentador, que deixou da Globo em junho após 32 anos. Band descarta estreia de Fausto Silva este ano e confirma nova atração para Janeiro de 2022

Reinaldo

Vereador Paulo Magalhães visita a Santa Casa de Goiânia com o objetivo de reabrir a maternidade

Como presidente do Comitê pela reabertura da maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, o vereador Paulo Magalhães, juntamente com demais parlamentares, irá realizar na próxima segunda-feira (07), às 14h30, uma visita in loco, visando diagnosticar os reais motivos do fechamento e quem são os responsáveis pela falta de repasse do recurso financeiro.
Considerado o hospital de referência na região Centro-Oeste, a Santa Casa de Misericórdia foi construída em 1º de novembro de 1936, juntamente com a fundação de Goiânia, contando com o apoio da então primeira-dama, Gercina Borges Teixeira, considerada pela sociedade da época a "mãe dos pobres".

"Eu nasci lá, em 1947, a maternidade foi criada 11 anos antes do meu nascimento. Eu não posso aceitar fechar um lugar que atende a camada mais carente. Estão rasgando a história da primeira maternidade de Goiânia. Que nós possamos encontrar um caminho para que a essa instituição possa continuar servido essas pessoas", pontuou o vereador.

Todas as atividades da maternidade do hospital foram encerradas na última segunda-feira (30). Segundo a administração, o fechamento inclui, além dos partos, todas as consultas de ginecologia e obstetrícia e que o serviço foi paralisado por conta da falta de profissionais. A média de partos na instituição, há dois anos, era de 150 por mês.

Para Paulo Magalhães, esse fato é um abuso e falta de respeito com as pessoas mais pobres da comunidade. "Como nós podemos explicar para a população, em que vive morrendo nas filas dos hospitais em busca de saúde, que é um direito constitucional, que uma importante instituição como a maternidade da Santa Casa irá deixar de prestar atendimento?", questionou.

Comitê

Nesse sentido, o vereador Paulo Magalhães propôs, durante sessão plenária, a criação de um Comitê, com a participação de 10 outros parlamentares, para discutir e buscar soluções para uma possível reabertura da maternidade. Após a visita na Unidade de Saúde para diagnosticar as causas do fechamento, o Comitê irá dialogar com o Prefeito Iris Rezende, com o Secretário Estadual de Saúde, Leonardo Vilela, e, posteriormente, com o Governador José Eliton, na busca pela reabertura do local.

Comentários

Questão