terça-feira, 29 de maio de 2018

Banco Central afirma que greve de caminhoneiros tem impacto limitado na inflação


O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta segunda-feira que o impacto da greve dos caminhoneiros na inflação será temporário. Segundo ele, os efeitos da paralisação não afetarão o andamento da atual política monetária. “O que importa para o Banco Central é o que vai acontecer com a inflação ao longo do ano, o que vai acontecer no ano que vem”, afirmou Ilan em São Paulo. “Esses choques muito do dia a dia não são algo que influenciam a política monetária. A política monetária é muito mais resiliente, ela olha muito mais para a inflação do ano, do ano que vem. É uma coisa muito mais de ano do que de dias”, acrescentou. Na noite passada, o presidente Michel Temer anunciou redução do preço do diesel em 46 centavos de real por litro por 60 dias, em atendimento às reivindicações dos caminhoneiros. Mesmo assim, a categoria mantinha a paralisação que tem provocado desabastecimento em todo o país e, consequentemente, muitos aumentos de preços de produtos.
via Para BC, greve de caminhoneiros tem impacto limitado na inflação — VEJA.com

Arquivo do blog

Seguidores