Estados articulam ofensiva para barrar proposta de parcelamento de precatórios

A perda de prestígio e credibilidade do governo leva o ministério da economia a tentar manobra para não repassar de uma vez os precatórios aos estados, e assim evitar que opositores tenham acesso a verba às vésperas do ano eleitoral. Jair Bolsonaro segue sua ofensiva contra a Democracia, instituições e o sistema de votação, ao tempo em que tenta asfixiar financeiramente possíveis adversários no pleito de 2022. A matéria do Estadão retrata este cenário: Os Estados se mobilizam numa ofensiva no Congresso para evitar o parcelamento dos precatórios devidos pela União, medida defendida pela equipe econômica para garantir a ampliação do programa Bolsa Família no ano que vem. Dos R$ 89 bilhões em dívidas judiciais previstos para o Orçamento de 2022, pelo menos R$ 16,6 bilhões têm governos estaduais como credores. Para os Estados, a PEC dos precatórios e o projeto que altera o Imposto de Renda são duas frentes lançadas pelo governo federal que fragilizam as contas dos governos regionais, com p

Reinaldo

Segundo pesquisa Datafolha o Flamengo ainda conta com a maior torcida do Brasil

Uma pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira revela que o Flamengo se mantém a maior torcida do Brasil. O clube carioca aparece à frente de todo mundo. No Norte, o Flamengo tem 37% de apoio, enquanto o Corinthians, o segundo colocado na região, tem apenas 8%. A margem de erro é de seis pontos percentuais, o dá a entender que no Nordeste, o Timão é margem de erro.

Digamos que o Datafolha faça a distribuição correta do ponto de vista técnico. A realidade mudará se, por exemplo, um número maior de pessoas for entrevistada em São Paulo e norte do Paraná, regiões dominadas por torcidas paulistas; ou Rio de Janeiro e parte do Sul de Minas, onde "mandam" os clubes cariocas.

Comentários

Questão