Karol Conká pode perder até R$ 5 milhões com suas atitudes no BBB 21

De favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhão do BBB 21 ( Big Brother Brasil ), a rapper Karol Conká acumula cancelamentos e pode ter prejuízo de até R$ 5 milhões, considerando perdas com publicidade no Instagram, shows e programas de TV. Os cálculos são da Brunch, agência especializada em influência digital. A agência levou em consideração três aspectos para chegar ao preço de uma publicidade nas redes sociais do criador: custos de produção, uso de imagem e distribuição. No caso da Karol, um post em foto no feed custa R$ 24 mil e ela faz em média dois por mês, o que totaliza R$ 48 mil. Cada show da artista sai por R$ 150 mil. Se ela fizer  quatro shows mensais são mais R$ 600 mil. Juntando redes sociais e shows, os ganhos dela chegam a R$ 648 mil por mês. A cantora tem ainda pelo menos um contrato publicitário de R$ 1 milhão. Além disso, entraria no ar o programa Prazer Feminino, na GNT, em que Karol apresentaria com a ex-BBB Marcela McGown. A Brunch considera que o programa lhe renderia alg

Reinaldo

Para Vereador Toninho Santos 23 730 Goiânia



Conheça as propostas de Toninho Santos
Fiscalizar o planejamento urbano da cidade em relação aos novos empreendimentos para reduzir os impactos na infra-estrutura, como o trânsito, bem com proteger o meio ambiente.
Cobrar melhor qualidade, conforto e eficiência do transporte público, propondo na Câmara Municipal a revisão dos contratos e exigir o cumprimento das melhorias estabelecidas.
Atuar por um melhor atendimento na Unidades Básicas de Saúde, que devem redobrar a prevenção e a atenção à saúde de forma integral e melhorar o atendimento aos idosos.
Apoiar juventude, que necessita de mais atividades culturais e esportivas, educacionais como forma de prevenção contra o uso drogas lícitas e ilicitas.
Atuar com humanismo e dedicação em ações sociais para auxiliar e recuperar os usuários de drogas.
Atuar pela valorização dos professores e profissionais de educação.
Propor maior integração das forças de segurança do munícipio (GM) e do Estado (PM e Polícia Cívil) para que atuem integradas no policiamento comunitário para garantir segurança ao cidadão.
Encorajar a implantação do orçamento participativo, onde as pessoas decidem diretamente onde e como serão investidos os recursos. Apresentar projeto que garanta aos Conselhos Municipais recursos do orçamento e mais autonomia.

Comentários

Questão