Relatório do governo lista jornalistas e influenciadores que apoiam ou criticam Bolsonaro

O primeiro grupo é o mais numeroso, com 51 nomes. Os "favoráveis" da lista são 23. E os "neutros informativos", oito. A conta fecha em 82, e não 78, porque há um nome repetido num mesmo campo. Outros três nomes estão repetidos em dois campos. Do total, 44 são jornalistas. Cada nome é acompanhado de um comentário sobre o que a pessoa tem escrito nas redes sociais a respeito do governo e em especial de Paulo Guedes. Em oito casos, há o telefone celular do jornalista. Uma empresa de comunicação contratada pelo governo federal orienta como o órgão deveria lidar com um grupo de 81 jornalistas e "outros formadores de opinião" considerados influenciadores em redes sociais. A medida a ser tomada varia: "o monitoramento preventivo das publicações da influenciadora", o "envio de esclarecimentos para eventuais equívocos que ele publicar" ou mesmo "propor parceria para divulgar ações da Pasta". -------------------------

Reinaldo

Para Vereador Toninho Santos 23 730 Goiânia



Conheça as propostas de Toninho Santos
Fiscalizar o planejamento urbano da cidade em relação aos novos empreendimentos para reduzir os impactos na infra-estrutura, como o trânsito, bem com proteger o meio ambiente.
Cobrar melhor qualidade, conforto e eficiência do transporte público, propondo na Câmara Municipal a revisão dos contratos e exigir o cumprimento das melhorias estabelecidas.
Atuar por um melhor atendimento na Unidades Básicas de Saúde, que devem redobrar a prevenção e a atenção à saúde de forma integral e melhorar o atendimento aos idosos.
Apoiar juventude, que necessita de mais atividades culturais e esportivas, educacionais como forma de prevenção contra o uso drogas lícitas e ilicitas.
Atuar com humanismo e dedicação em ações sociais para auxiliar e recuperar os usuários de drogas.
Atuar pela valorização dos professores e profissionais de educação.
Propor maior integração das forças de segurança do munícipio (GM) e do Estado (PM e Polícia Cívil) para que atuem integradas no policiamento comunitário para garantir segurança ao cidadão.
Encorajar a implantação do orçamento participativo, onde as pessoas decidem diretamente onde e como serão investidos os recursos. Apresentar projeto que garanta aos Conselhos Municipais recursos do orçamento e mais autonomia.

Comentários

Questão