Juliette não esperava repercussão mas se divertiu com o pedido de tradução do Pokemón da Nintendo

Juliette colocou um ponto final no mistério e divulgou em Live no Instagram nesta quinta-feira (3) as datas e as cidades que devem receber os primeiros cinco shows de sua turnê, 'Caminhos' . As cidades escolhidas são do Nordeste e Sudeste do país, e já acontecem ainda neste de março. O local escolhido para o primeiro show, aquele que marca a estréia dela nos palcos acontece na cidade em que reside, o Rio de Janeiro, no dia 26 deste mês. João Pessoa, capital do estado natal de Juliette, Paraíba, também faz parte da rota da turnê no início de abril. Vitória, no Espírito Santo, e Recife, também terão shows da cantora. Muito se perguntou nas redes sociais após a divulgação sobre Campina Grande, apesar de Juliette não ter falado sobre isso, acreditamos que a Pitica deve estar reservando a cidade e o Parque do Povo para realizar o sonho de cantar no maior São João do mundo em Junho. Nas redes sociais, a paraibana celebrou o novo desafio, e convidou os fãs a conhecerem este “novo cami

Reinaldo

Revolta na Ucrânia: memorando permite guerra se fronteira for invadida e a Russia vai pra cima a qualquer momento

O Memorando de Budapeste foi lembrado neste sábado como “forma de garantia ocidental” de proteger a soberania e integridade ucraniana, depois que 2 mil soldados russos atravessaram a fronteira do Mar Negro, segundo informações do jornal Daily Mail.  
O acordo (que não é um tratado formal, mas um documento diplomático)  foi assinado pelos ex-líderes dos EUA, Inglaterra, Rússia e Ucrânia: Bill Clinton, John Major, Boris Yeltsin e Leonid Kuchma, e prevê garantias de soberania e integridade da Ucrânia em troca de um compromisso do país de desistir de suas armas nucleares da era soviética. Tecnicamente, isto significa que, se a Rússia invadir a Ucrânia, se tornaria difícil aos países ocidentais evitarem uma guerra.

O ex-embaixador britânico, Tony Brenton, que ocupou o cargo entre 2004 e 2008, disse ao jornal que uma guerra poderia ser uma opção do ocidente “se for concluído que o Memorando de Budapeste está juridicamente comprometido”.

O atual secretário de Relações Exteriores britânico, William Hague, disse neste sábado que a ação russa é um "potencial grave ameaça" à soberania da Ucrânia, a independência e a integridade territorial.  Hague, que deve ir à Kiev no domingo, 2, disse que a Grã-Bretanha apoiou o pedido do governo ucraniano para consultas urgentes ao Memorando de Budapeste..

Hague ainda informou que tinha falado com o presidente em exercício da Ucrânia, Oleksander Turchynov, e mostrou um claro apoio da Grã-Bretanha ao novo governo da Ucrânia.  "Eu assegurei o compromisso do Reino Unido para trabalhar com outros parceiros e instituições internacionais para garantir que as reformas da Ucrânia serão acompanhadas internacionalmente, e será dado um  apoio econômico", disse Hague.

O secretário britânico afirmou que era necessária uma ação diplomática internacional para resolver a crise.

Na sessão de sexta-feira, a Ucrânia acusou a Rússia de incursões militares ilegais em território ucraniano, enquanto as delegações dos EUA e de países europeus alertavam Moscou a retirar quaisquer novas forças militares empregadas na Ucrânia. A Rússia, porém, disse que qualquer movimento militar por forças russas estava em consonância com seu acordo com Kiev de manter sua base naval lá. 
Leia mais: Revolta na Ucrânia: memorando permite guerra se fronteira for invadida - Terra Brasil

Comentários

Questão