Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Procurador da República não comparece em CPI @Reinaldo_Cruz @Assuntosdegoias @Dribles_ @QB_7 @Cnn_br

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, alegou impedimentos de ordem técnica e disse que não poderia aceitar o convite para prestar esclarecimentos na CPI mista que investiga a ligação de autoridades, empresários e políticos com o contraventor Carlinhos Cachoeira.
O procurador recebeu, na manhã desta quarta-feira, o presidente da comissão, senador Vital do Rego (PMDB-PB), e o relator, deputado Odair Cunha (PT-MG), que defendem a presença do chefe do Ministério Público para dar explicações adicionais sobre as operações Vegas e Monte Carlo da Polícia Federal.
“O procurador nos informou que, além de impedimentos de ordem técnica, as investigações não foram concluídas. Eu respeito este impedimento, embora tenhamos contrarrazões para arguir, visto que uma CPI tem por força constitucional o dever de convocar qualquer cidadão brasileiro para depor” afirmou Vital do Rêgo.
Diante desse entendimento, o presidente da comissão não descarta uma posterior convocação do procurador-geral.
“Tive a prudência de esclarecer que esta foi uma visita institucional. Além disso, há um requerimento, para ser apreciado, convocando o procurador. Significa que, quando o requerimento for a voto, nós seremos interpretes da decisão da maioria do colegiado” disse Vital, sem prever uma data para apreciação do pedido.
Apesar da recusa inicial de Roberto Gurgel, o senador disse que saiu do encontro satisfeito:
“Foi uma boa e longa conversa, e o procurador se colocou à disposição de continuarmos dialogando. Saio daqui satisfeito com a visita. Acho que este encontro é o começo de um processo construtivo de colaboração entre nós e o Ministério Público” afirmou.

Comentários

Questão