Juliette lança nova música "Solar" que passa mensagem de que os dias ruins também passam

A letra de SOLAR foi escrita por alguém que naquele momento estava dilacerada pela vida, não tinha como saber que aquelas palavras carregadas de tristeza virariam uma bela e alegre música um dia, afinal de contas, elas tinham o intuíto de homenagear e lembrar uma perda muito grande.  As palavras vieram, a caneta deslizou sobre o papel e o texto fluiu de forma natural escrito por alguém magoada, com a fé abalada e triste pelas pancadas da vida naquele momento. Os dias mais difíceis nos levam a pensar que não vamos aguentar, a boa notícia é que eles também passam. A perda de alguém que amamos é irreparável e por vezes nos tira a própria luz do dia, mas que bom testemunhar que Deus nunca soltou a mão de Juliette e ainda permitiu que aquela tristeza de outrora se tornasse um encanto em forma música. A canção "Solar" traz Esperança, conforto e alegria. Na voz aveludada de Juliette ela avisa que o Sol volta sempre para fazer o nosso dia ser lindo outra vez.

Reinaldo

Galo tem missão difícil contra o Goiás @Reinaldo_Cruz @Dribles_ @QB_7 @Cnn_br @Goias_ec @AtleticoMG_

No treino de reconhecimento do novo estádio Independência, ontem à noite, as impressões dos jogadores, do técnico Cuca e até do presidente Alexandre Kalil eram, no mínimo, interessantes: olhos curiosos, semblantes de admiração e orgulho da nova casa do futebol mineiro, que promete ficar na memória de todos.
A situação seria perfeita se o Galo não estivesse na berlinda, com a obrigação de vencer o Goiás por três gols de vantagem para passar de fase na competição nacional. Se triunfar por 2 a 0, a vaga será definida nos pênaltis, pois os esmeraldinos venceram pelo mesmo placar no Serra Dourada. O momento histórico de estrear no recém-inaugurado Independência e se reencontrar com os torcedores em Belo Horizonte depois de dois anos são motivações do grupo alvinegro para partir para o ataque e conseguir a missão.
Certamente o fracasso e a eliminação precoce não passa pela cabeça de nenhum jogador, nem de Cuca. O treinador continua prestigiado pela diretoria, mesmo se houver um fracasso. No centro do campo, ele ficou durante 10 minutos conversando com Alexandre Kalil, num tom de compromisso e seriedade. Se a tarefa é indigesta, os atletas mantêm a concentração e fazem pacto pelo sucesso: “Esperamos uma festa muito bonita do nosso torcedor. Precisamos mostrar o jogo ofensivo e tentar fazer um gol no início para que a massa fique tranquila”, afirma o atacante André, artilheiro do Galo na Copa do Brasil, com quatro gols.

Fonte: Super Esportes

Comentários

Questão