Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz

O prefeito de Sorocaba ordenou a compra de R$ 57 mil em medicamentos que, segundo médicos infectologistas, não possuem eficácia contra a Covid-19. Esses medicamentos serão distribuídos nas UBS da cidade, informou o governo municipal. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) usou uma portaria do Ministério da Saúde para justificar a compra.  A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou contra a recomendação de remédios para tratamento precoce pela ineficácia desses medicamentos e pela possibilidade de causarem efeitos colaterais.   Prefeitura de Sorocaba indica "tratamento precoce", que infectologistas dizem ser ineficaz / Twitter

Reinaldo

Secretários de Agnelo são objetos de investigação @Reinaldo_Cruz @BrasliaDF @Assuntosdegoias @QB_7

Educação Brasil
O porta-voz do governo do Distrito Federal, Ugo Braga, disse nesta sexta-feira (13) que dois secretários do GDF – Rafael Barbosa, da Saúde, e Paulo Tadeu, do Governo – se reuniram com Cláudio Abreu, ex-diretor da Delta Construções no Centro-Oeste.

O encontro foi em 7 de abril de 2011, período em que Paulo Tadeu acumulava as tarefas da Casa Civil dentro da Secretaria de Governo [a Secretaria da Casa Civil foi criada no dia 19 de março deste ano], em um restaurante de Brasília. Braga disse que a reunião foi para tratar de problemas relacionados com a coleta de lixo.
“A Delta estava enfrentando dificuldades no trabalho de coleta de lixo, sobretudo no acesso ao Lixão e no recebimento das faturas. Então, pediu uma audiência com o secretário [Paulo Tadeu]. [A reunião] Foi feita. Assuntos afins, republicanos, sem nenhum problema [foram tratados]”.
O porta-voz explicou que o secretário de Saúde teria feito a intermediação da reunião entre Paulo Tadeu e representantes da Delta para tratar de problemas relacionados com a coleta de lixo no DF.
“O secretário de Saúde foi coordenador da campanha eleitoral do governador Agnelo Queiroz. A empresa estava com dificuldade de marcar audiência com o secretário Paulo Tadeu e recorreu ao coordenador da campanha, que fez a ponte e acompanhou o jantar por conta disso”, afirmou Ugo Braga.


Leia mais...



Comentários

Questão